Museus do Funchal ao lado dos nacionais

Os Museus tutelados pela Câmara Municipal do Funchal, nomeadamente o Museu Henrique e Francisco Franco, o Museu A Cidade do Açúcar e o Museu de História Natural do Funchal, passam a estar inseridos no sistema de informação integrado para o Inventário, Gestão e Divulgação do Património Cultural Nacional.
Foi dada na passada semana formação a diversos colaboradores dos referidos museus, orientada por Teresa Campos, museóloga, antiga conservadora do Museu Nacional do Azulejo, formadora da Rede Portuguesa de Museus e especialista na área do inventário e gestão de colecções. A especialista é também coresponsável pela elaboração dos conteúdos museológicos e do novo software.
O Museu Henrique e Francisco Franco já utilizava o programa, de nome “Matriz” como suporte informático para o inventário e gestão da sua colecção, no entanto, recentemente, foi realizada a aquisição de uma nova versão, lançada pela Direção Geral do Património Cultural, designada por Matriz 3.0., software de referência nacional para o inventário, gestão e divulgação online integrados de Património Cultural (móvel, imóvel, natural e imaterial). Desta vez, a utilização do programa foi alargada para os outros dois museus municipais.
Esta nova versão constitui a garantia de continuidade do trabalho de inventariação e gestão das colecções museológicas, de forma mais eficaz, numa nova plataforma com uma estrutura normalizada que coloca o Funchal no mesmo patamar e com as mesmas condições de execução de trabalho, nesta área, que os restantes museus a nível nacional.

PARTILHAR:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone