Levada do brasileiro, proposta para o feriado

Se ainda não decidiu o que fazer na próxima quinta-feira, uma vez que é feriado, aproveite para um passeio pelo fresco da floresta Laurissilva. A nossa proposta passa por um pequeno passeio na levada do brasileiro, um percurso que começa e acaba na freguesia do Porto Moniz, onde pode aproveitar para uma reconfortante refeição no final do percurso de 3,6 quilómetros.

A levada não está na beira da estrada, sendo por isso necessário passar primeiro por uma vereda. O início do percurso surge num estradão localizado no Pico da Pedreira (Estrada Regional 105), no topo de uma longa recta se for para lá pelo lado da Fonte do Bispo. A levada faz-se entre os 1041 e os 808 metros de altitude.

Quando chegar a um pequeno prado onde encontrará dois trilhos, siga pelo da esquerda e em seguida faça-o de novo.

Aproveite para apreciar a beleza incomparável do Fanal e, simultaneamente, a Ribeira da Janela. Desça. Entre numa espécie de floresta encantada, cujo piso parece alcatifado de folhas.

Porque se chama levada do brasileiro? Ao que parece, por ser o nome porque era conhecido o seu proprietário, quando foi inaugurada, em 1912, portanto, há mais de cem anos. João Nicolau da Câmara fora emigrante no Brasil.

Este é um daqueles percursos onde se pode vislumbrar os tão característicos túneis de urzes, que nos transportam por um envolvimento único com a natureza. Vá descendo. Encontrará o segundo patamar da levada, onde se sentirá abraçado pelas árvores que depois abrem os braços para lhe mostrar todo o vale.

Entre de novo na floresta, depois de passar uma pequena zona onde deve caminhar cuidadosamente, devido a alguma erosão. Encontre a última descida que se localiza novamente à direita, chegando à última etapa, onde irá percorrer a levada até o fim na Lagoa do Bardo.

Como quase todas as levadas da Madeira, esta também tem uma pequena cascata, um cenário que deve apreciar parado. Aproveite para descansar um pouco.

A partir dali continue em frente, onde encontra o ponto mais sensível do seu passeio. Nada de assustador, mas uma pequena queda de água numa passagem estreita e sem protecção. Faça-o cuidadosamente, pois o piso pode ser escorregadio. Mas vale a pena passar por ali para depois ver a lagoa do Bardo, onde desagua toda a água da levada do brasileiro. Aproveite o feriado para conferir.

PARTILHAR:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone

Leave a Reply