Câmara lava a cara ao mercado

Está estimada em 170 mil euros e daqui a uns meses a cidade vai agradecer a uma operação de beneficiação multifacetada no Mercado dos Lavradores.

A Câmara Municipal do Funchal prepara-se para avançar, neste início de Verão, os trabalhos de requalificação de todas as fachadas do Mercado, mas também das bancas das emblemáticas floristas dos Lavradores. Valorizar a identidade histórica e do património do principal mercado da cidade, é o passo final da aposta do executivo, liderado por Paulo Cafôfo, na Será uma intervenção por dentro e por fora, fortemente comprometida com a valorização da identidade histórica e do património do Mercado dos Lavradores e que será o corolário da aposta do Executivo liderado por Paulo Cafôfo na Revitalização dos Mercados Municipais.

Primeiro, vão ser recuperadas todas as fachadas do Mercado dos Lavradores, para preservar a traça original do histórico edifício inaugurado em 1940 e que constituiu um símbolo da arquitectura do Estado Novo. O projeto foi assinado pelo Arquiteto Edmundo Tavares que, no Funchal, projectou também a Agência do Banco de Portugal ou o Liceu Jaime Moniz, entre outros.

A Câmara Municipal do Funchal assume que os objectivos a médio e longo-prazos para os Mercados Municipais passam pela melhoria contínua dos serviços, por mais e melhor certificação, pela diversificação integrada da oferta e pela preservação da identidade dos espaços.

PARTILHAR:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone